Pelagem preta dominante

O traço dominante da pelagem preta caracteriza-se pela presença de uma pelagem preta sólida.

Definição

Este traço expressa um fenótipo de pigmentação específico que consiste numa pelagem preta sólida. A variante responsável pelo traço está localizada no gene CBD103 (conhecido como o locus K) que expressa uma proteína com alta afinidade para o gene MC1R e, através desta interação, pode modificar o padrão de pigmentação da pelagem do cão.

Base genética

A variante dominante da pelagem preta, também conhecida como alelo "KB", está localizada no locus K. A presença de uma ou duas cópias da variante c.231_233del resulta na expressão do traço em cães, uma vez que é um traço dominante. Se for encontrada apenas uma cópia da variante c.231_233del, é provável que se expresse o fenótipo conhecido como "tigrado", caracterizado pela alternância de riscas pretas/castanhas e vermelhas/amarelas em vários tons. Se não for encontrada nenhuma cópia da variante, será expresso um padrão de pelagem dependente do locus A (Agouti).

Outras informações pertinentes

A variante "KB" promove a síntese do pigmento preto (eumelanina) ao inibir a expressão do locus A, que requer a expressão de uma única cópia da variante. Na ausência de qualquer variante KB, o locus A pode ser expresso e inibir a síntese de eumelanina, alterando a funcionalidade do gene MC1R. No entanto, embora o locus A se possa exprimir, o fenótipo final pode também ser influenciado pelos genótipos dos loci E e B. As raças que normalmente apresentam este traço são o cão pastor belga, a Terra Nova, o Black Russian Terrier, o Irish Water Spaniel, o Labrador Retriever, o ponteiro alemão de pelo curto, o Schipperke, o cão de água português e o Boykin Spaniel.

Bibliografia

Ainda não conheces a verdadeira natureza do teu cão?

Desvende os segredos do ADN do seu animal de estimação com as nossas duas gamas.

starter

Raças + Traços físicos

advanced

Saúde + Raças + Traços físicos

O teste de ADN que procurava