Lebrel Húngaro

O Cão de Caça Húngaro, também conhecido como Magyar Agár, é uma raça de cão elegante e atlética, conhecida pela sua velocidade e agilidade. Originário da Hungria, este cão de caça foi historicamente utilizado para caçar presas rápidas, como lebres e raposas.

Detalhes gerais

A altura ao garrote para os machos desta raça é de 65 a 70 cm, enquanto para as fêmeas é de 60 a 65 cm. Quanto ao peso, estima-se que varie entre 25 e 40 kg, consoante o sexo e a estrutura do indivíduo. A sua esperança de vida é de cerca de 12 anos. O Cão de Caça Húngaro pertence ao Grupo 10 da classificação da Fédération Cynologique Internationale (FCI), que inclui os cães de caça.

Breve história da raça

O Cão de Caça Húngaro, ou Magyar Agár, tem uma história que remonta à antiga Hungria. Pensa-se que descende de antigos cães de caça utilizados pelos Magiares, um povo nómada que se estabeleceu na região no século IX. Ao longo dos séculos, o Cão de Caça Húngaro foi muito apreciado pela nobreza e pela aristocracia húngaras, que apreciavam a sua elegância e capacidade de caça. A sua importância na caça reflectia-se no facto de apenas a nobreza poder possuir estes cães, o que os tornava símbolos de estatuto.

Características da raça

A cabeça é longa e estreita, com orelhas pequenas e triangulares. Os olhos são de tamanho médio e expressivos, geralmente de cor escura. O pescoço é longo e arqueado, o que contribui para o seu porte nobre e distinto. Em termos de pelagem, o cão de caça húngaro tem um pelo exterior curto e denso, que lhe confere proteção contra as intempéries. A sua pelagem pode ser de diferentes cores, incluindo tons sólidos como o preto, o branco, o vermelho e o creme. Uma das características distintivas do Hungarian Hound é a sua incrível velocidade e agilidade. São cães extremamente rápidos, capazes de correr a grande velocidade. É uma raça de cão com um temperamento amigável, leal e enérgico. São cães muito carinhosos e afectuosos com os seus donos e tendem a dar-se bem com crianças e outros animais de estimação da família.

Doenças comuns

Alguns dos problemas de saúde mais frequentemente observados nesta raça são a atrofia progressiva da retina, a catarata, o glaucoma, a displasia da anca e o hipotiroidismo.

Ainda não conheces a verdadeira natureza do teu cão?

Desvende os segredos do ADN do seu animal de estimação com as nossas duas gamas.

starter

Raças + Traços físicos

advanced

Saúde + Raças + Traços físicos

O teste de ADN que procurava