Cane corso

O Mastim Italiano, também conhecido como Cane Corso, é uma raça de cão de origem italiana, conhecida pelo seu grande porte, força, lealdade e proteção. Esta raça foi desenvolvida para proteger os seus donos, propriedades e quintas.

Detalhes gerais

Os cães desta raça são de grande porte. O peso médio de um Mastim Italiano adulto é de 40-50 kg para os machos e de 35-45 kg para as fêmeas. A sua altura varia entre 64-68 centímetros para os machos e entre 60-64 cm para as fêmeas. A esperança de vida da raça é de 10 a 11 anos. Pertence ao grupo 2 da Fédération Cynologique Internationale (FCI), que inclui os cães do tipo Pinscher e Schnauzer, os cães Molosser e de montanha e os cães de gado suíços.

Breve história da raça

O Mastim Italiano, também conhecido como Cane Corso, é uma antiga raça de cães originária de Itália. Esta raça tem origem nos cães de guarda utilizados pelos romanos para vigiar, controlar e estabular o gado, e eram também treinados para a caça de grandes presas e para a batalha. Durante os séculos XVI e XVII, o Cane Corso foi muito importante para os italianos, principalmente como cão de guarda. Ao longo dos anos, o Cane Corso foi utilizado como cão de guarda, cão de guarda, cão de tiro e cão de trabalho. Esta raça é muito leal e protetora, o que a torna ideal para proprietários de casas, empresas e gado.

Características da raça

O Cane Corso é um cão com uma estrutura muscular muito bem desenvolvida. O seu corpo é retangular, com uma cabeça ligeiramente alongada e orelhas curtas e arredondadas. O focinho é curto, o nariz é largo e a cauda é geralmente curta. A pelagem é geralmente curta e espessa e pode ser de diferentes cores, como o preto, o cinzento, o branco, o tigrado ou o castanho. A cor dos olhos é variável, sendo geralmente escuros ou castanhos, podendo por vezes ser também verdes. O Mastim Italiano tem um temperamento equilibrado e corajoso, sendo um guardião leal e protetor dos bens, da família e do gado. A sua agilidade e capacidade de resposta combinam-se com uma natureza inerentemente protetora, tornando-o um cão fiável e seguro. Com uma criação, socialização e treino adequados, o Mastim Italiano mostra a sua simpatia e adaptabilidade, tornando claro por que razão é uma raça tão apreciada.

Doenças comuns

Algumas das doenças mais comuns que os membros desta raça podem sofrer são: displasia da anca e do cotovelo, doença de Addison, doença de Cushing, hipotiroidismo e doença renal. Para além das doenças acima referidas, o Centro de Informação sobre a Saúde Canina (CHIC) da OFA (Orthopaedic Foundation for Animals) recomenda um exame de rastreio cardíaco e oftalmológico, bem como uma série de testes para avaliar as seguintes doenças: luxação patelar, lipofuscinose ceroide neuronal, anomalia dentária e tiroidite autoimune.

Ainda não conheces a verdadeira natureza do teu cão?

Desvende os segredos do ADN do seu animal de estimação com as nossas duas gamas.

starter

Raças + Traços físicos

advanced

Saúde + Raças + Traços físicos

O teste de ADN que procurava